logo da Quercus

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.subscrever feeds

.etiquetas (tags)

. todas as tags

Conferência de Poznan - 2008
Conferência de Bali - 2007
Conferência de Nairobi - 2006
Videos Clima no Sapo
Terça-feira, 15 de Dezembro de 2009

Discursos marcantes na abertura do Segmento de Alto Nível da COP15


Foto: Bob Strong/Reuters

 

Começou esta terça-feira o Segmento de Alto Nível da Conferência de Copenhaga, no qual a Quercus esteve presente, e adensa-se o clima de tensão com a chegada dos líderes mundiais e a dúvida se estes conseguirão ou não resolver os pontos de conflito de modo a que, nos próximos três dias, os 192 países reunidos na Cimeira consigam chegar a um Acordo.

Na cerimónia de abertura (vídeo integral), ecoaram no Bella Center discursos inflamados e carregados de palavras de incentivo. Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU, deixou claro que "Precisamos de um acordo vinculativo: não temos mais anos", pois a "natureza não negocieia".

Outras frases marcantes deixadas por Ban Ki-moon foram "Estamos aqui para escrever um novo futuro" ou "A ciência contradisse os cépticos sobre o clima".

Na mesma linha deste discurso estiveram as intervenções de Lars Rasmussen, primeiro-ministro dinamarquês, Connie Hegehaard, presidente da Cimeira, Yvo de Boer, secretário-executivo da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática (UNFCCC, na sigla em inglês) e Wangari Maathai, Prémio Nobel da Paz de 2004.

Yvo de Boer: "Deixem que o mundo recorde Copenhaga como o local onde as intenções passaram a boas decisões".

Connie Hedegaard: "Nos próximos 3 dias podemos escolher entre a fama e a vergonha" "Vamos fazê-lo"

Ban Ki-moon terminou a sua intervenção rematando "O nosso futuro começa hoje. Aqui, em Copenhaga". Resta esperar que seja um futuro risonho.

etiquetas (tags): , , ,
publicado por climáticas às 19:42
link do post | comentar | favorito
|

Estudo afirma que a acidificação dos Oceanos pode destruir a vida marinha

Os oceanos do planeta estão a ficar mais ácidos e a um ritmo maior que nas últimas cinco décadas, um processo que ameaça a vida marinha e o abastecimento de alimentos, revela um estudo internacional divulgado à margem da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, que decorre em Copenhaga, Dinamarca.

 

Segundo o documento, elaborado por 100 especialistas em biologia marinha, os mares estão a absorver níveis perigosos de dióxido de carbono como resultado directo da actividade humana. Este cenário pode afectar os animais marinhos, interferir com o percurso das baleias e destruir espécies de plâncton que fazem parte da base da cadeia alimentar.

 

Os cientistas alertam que muitos dos efeitos da acidificação dos oceanos - que aumentou 30% desde o início da revolução industrial - já são irreversíveis e podem acelerar. O novo estudo adverte que se as emissões de CO2 continuarem no ritmo actual a acidificação dos oceanos aumentará 150 por cento até 2050, “afectando seriamente” os recifes de coral, as algas e o plâncton e levando à extinção de algumas espécies.

 

Outro estudo divulgado pela União Internacional para a Conservação da Natureza, indica as dez espécies mais ameaçadas de extinção devido ao aquecimento global. Elas são a baleia beluga, o peixe-palhaço, a tartaruga-de-couro, o pinguim-imperador, a árvore quiver ("Aloe dichotoma"), a foca-anelada, o salmão, a coral chifre-de-veado, a raposa-do-árctico e o coala.

Fonte: Agências

 

publicado por climáticas às 16:47
link do post | comentar | favorito
|

Petição para relançar a esperança em Copenhaga

Restam pouco mais de três dias para o final da Cimeira de Copenhaga, cujas negociações se encontram num ponto difícil. Os líderes mundiais começam a chegar para as dramáticas decisões finais. O momento pede heroísmo, mas eles não agirão a não ser que a sociedade civil se mobilize.

Assine esta petição em massa por um Acordo real e contribua para o tornar histórico!

Com o tempo a escassear, o desfecho da Cimeira de Copenhaga é ainda incerto. Precisamos de heróis, e rápido. Amanhã, os Presidentes e Primeiros Ministros de todo o mundo chegam a Copenhaga para 60 horas de negociações directas sem precedentes. Cada um decidirá entre dar um heróico passo em frente, ficar calado ou afundar as negociações.

Contudo, os líderes europeus não estão mais na linha da frente, já que fracassaram em acordar novas propostas promissoras que dessem o ponto de partida das negociações. Não é tarde de mais, mas precisamos de um gigante empurrão para pô-los em acção.

O dia de ontem foi marcado por vários eventos e vigílias um pouco por todo o mundo, que chamaram a atenção dos líderes mundiais. Vamos agora erguer um maremoto de pressão pública e tornar esta petição a maior da história nas próximas 72 horas para que seja alcançado um verdadeiro Acordo em Cppenhaga.

Aja agora e passe a mensagem!

etiquetas (tags): , , ,
publicado por climáticas às 15:38
link do post | comentar | favorito
|

Greenpeace exige Acordo Climático em faixa na Ópera de Sidney

Foto: Greenpeace

 

Activistas do Greenpeace subiram hoje até ao topo da Opera House, em Sidney, na Austrália, onde colocaram uma faixa gigante para exigir resultados da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP15), que está a decorrer em Copenhaga, na Dinamarca.

 

A faixa de 100 metros quadrados, com o slogan "Chega de Política. Acordo Climático Já", foi colocada por dois homens e três mulheres, detidos no final da acção. No entanto, os activistas foram libertados após o pagamento de uma fiança e devem comparecer à justiça em Fevereiro. “O mais importante foi passar a mensagem que queríamos num momento tão crítico como é o processo de Copenhaga", afirma Linda Selvey, do Greenpeace. [mais informação]

 

etiquetas (tags): , ,
publicado por climáticas às 15:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sociedade Civil com acesso limitado nos últimos e decisivos dias da Cimeira

 

Dos cerca de 20 mil observadores das Organizações Não Governamentais a acompanhar a Cimeira de Copenhaga, apenas uma pequena fatia poderá estar presente na sala principal da Conferência nos três dias que faltam para o fim e que se afiguram decisivos.

Os lugares são limitados e como tal apenas 30% destes participantes poderão ter assento, hoje e amanhã, dias 15 e 16 de Dezembro, no centro de conferências. Já na 5ª feira, este valor desce para apenas mil e na 6ª feira, o dia final, só 90 observadores poderão assistir ao desenlace final.

A Quercus considera que este corte de lugares limita drasticamente a participação da sociedade civil e, como tal, contribui para o descrédito da própria conferência, dado que o acompanhamento, influência, avaliação, e construção de soluções, sem representantes de organizações não governamentais, vai contra o espírito das próprias Nações Unidas nesta matéria. Uma carta formal foi ontem entregue ao Secretário Executivo da Convenção e à Ministra Dinamarquesa que preside à Conferência.

No entanto, por estar integrada na delegação portuguesa em Copenhaga, a Quercus não será afectada por este racionamento de lugares e continuará a acompanhar de perto a Cimeira.

etiquetas (tags): , ,
publicado por climáticas às 13:08
link do post | comentar | favorito
|

Al Gore alerta que o Árctico pode derreter em 2014

Foto: AFP

 

O ex-vice-presidente americano Al Gore acredita que o Oceano Árctico poderá ficar quase sem gelo durante o Verão de 2014. O alerta foi feito ontem à margem da cimeira sobre alterações climáticas, em Copenhaga, e resulta de novas projecções baseadas em modelos feitos por computador.

 

A previsão contraria outra publicada no início do ano por uma agência do governo norte-americano que prevê que o gelo do Árctico apenas desaparecerá em 2030. No entanto, Al Gore assegura que alguns modelos apontam que há 75% de hipóteses de a camada de gelo do Pólo Norte desaparecer no Verão, dentro de cinco ou sete anos.

 

“É difícil de traduzir o assombro que os especialistas na ciência do gelo sentiram quanto viram isso”, disse Gore, que se uniu a autoridades da Escandinávia para apresentar os dados. O grupo apresentou dois novos estudos que actualizam os possíveis desdobramentos e transformações climáticas no Pólo Norte.

Fonte: Agências

publicado por climáticas às 12:17
link do post | comentar | favorito
|

Greenpeace solta Cavaleiros do Apocalípse em Copenhaga

A Greenpeace deixou mais um sinal do que poderá acontecer caso não seja assinado um Acordo climático vinculativo, justo e ambicioso em Copenhaga. Ontem, dia 14 de Dezembro, a organização juntou à porta do Parlamento dinamarquês, em Copenhaga, os quatro cavaleiros do Apocalipse, caracterizados de modo a simbolizar, cada um, a morte, a fome, a guerra e a peste - quatro catastrófes que a humidade poderá ter de enfrentar no futuro caso não sejam tomadas medidas fortes para conter as alterações climáticas.

 

Ver vídeo: 

Find more videos like this on The Copenhagen Voice

publicado por climáticas às 12:10
link do post | comentar | favorito
|

.ligações externas

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.pesquisar

 
blogs SAPO