logo da Quercus

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.subscrever feeds

.etiquetas (tags)

. todas as tags

Conferência de Poznan - 2008
Conferência de Bali - 2007
Conferência de Nairobi - 2006
Videos Clima no Sapo
Quinta-feira, 17 de Dezembro de 2009

Estados Unidos no pódio do Fóssil do Dia três dias seguidos

Os Estados Unidos conseguiram a proeza de arrecadar, por três dias consecutivos, o primeiro lugar do prémio “Fóssil do Dia”, atribuído diariamente pelas Organizações Não Governamentais. 

 

No passado dia 14 de Dezembro, as razões foram duas: primeiro por não assumirem nenhum compromisso de financiamento a longo prazo de apoio aos países em desenvolvimento na adaptação às alterações climáticas e na redução das suas próprias emissões. Depois, porque, sendo de longe o maior emissor cumulativo de gases de efeito de estufa da história da humanidade, os EUA têm a mais fraca meta de reduções a médio prazo em comparação com qualquer outro pais desenvolvido: uns risíveis 4% até 2020 em relação aos níveis base de 1990.

 

Será que os negociadores norte-americanos vão ignorar os interesses das suas gerações futuras e das nações mais pobres do planeta? Ou, pelo contrário, vão juntar-se a uma comunidade internacional onde os ricos e os pobres estão ao mesmo nível na luta contra o maior desafio que a humidade enfrentou desde sempre? É caso para dizer “Estados Unidos, todas as atenções estão em vocês: é ‘Hopenhagen’ ou ‘Brokenhagen’?”

 

A 16 de Dezembro, o motivo foi terem sido o único país industrializado a bloquear o financiamento de medidas para a redução de emissões nos sectores da aviação e do transporte marítimo, que ajudaria a suportar as acções de adaptação e mitigação nos países em desenvolvimento.

 

E ontem, 17 de Dezembro, o primeiro lugar no Fóssil do Dia foi por sugerirem uma percentagem “X” facultativa que seria a alternativa às metas de redução com base científica já presentes no texto. Estes “X%” misteriosos representariam promessas voluntárias feitas pelas partes que celebrassem o acordo, substituindo assim as pretendidas metas de redução de emissões vinculativas.

 

etiquetas (tags): ,
publicado por climáticas às 19:31
link do post | comentar | favorito
|

.ligações externas

.mais sobre mim

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.pesquisar

 
blogs SAPO